sábado, 5 de junho de 2010

Construção social

Para quem não sabe, trabalho na Prefeitura de Gravataí, na Secretaria de Serviços Urbanos. Mas o que faz essa Secretaria? Trabalhamos com toda a limpeza, manutenção e conservação da cidade (podas, capina das ruas e bairros, limpeza das praças e áreas públicas, entre outros). E o objetivo de escrever este texto é para relatar um projeto social que a Prefeitura implantou.
Na secretaria temos um setor de construção de bancos e brinquedos para as nossas praças. Encontramos na fabricação artesanal uma forma de economizar o dinheiro público, pois o valor do banco chega a ser até cem por cento mais barato do que o do banco que antigamente era comprado pronto. O trabalho é fantástico: corta o ferro, monta a estrutura de ferro dos pés dos bancos, passa para a parte de cimentar os pés, plaina a madeira bruta, corta a mesma do tamanho correto, lixa, corrige a madeira com massa corrida, lixa de novo, depois fixa nos pés com parafusos, primeira-demão, seca, segunda demão, seca mais uma vez, retoque final e pronto.
O detalhe mais rico deste projeto, entretanto, não é a economia obtida, mas sim a reinserção social das pessoas que fazem os nossos bancos. A Prefeitura tem um convênio com a SUSEPE (Superintendência dos Serviços Penitenciários), onde os albergados aqui de Gravataí tem a possibilidade de reingressar no mercado de trabalho. Além dos bancos, os brinquedos que são colocados nas praças – balanços, gangorras e escorregadores – são construídos por eles. Conversando com estes companheiros de trabalho após a colocação de dois balanços na praça da parada 72, pedi para que olhassem para a praça e me respondessem se existe algo mais gratificante do que ver crianças brincando felizes nos balanços recém colocados e fabricados por eles.
A valorização desses serviços sempre nos passa despercebido. Quantos de vocês, quando sentados num banco colorido do parcão, já pararam para pensar como é feito e quem faz este objeto que nos proporciona tomar o nosso chimarrão sentados ao sol do fim da tarde de Gravataí? Convido tod@s para visitar a nossa fábrica social, e aproveito para parabenizar os nossos funcionários pelo serviço que realizam e que contribui para o nosso lazer e o de nossas crianças.

1 comentários:

Geisa Helena 12 de junho de 2010 12:31  

É muito bom sabermos, que ainda existe pessoas, que sabem, que minímos jestos de querer dar aos anônimos um cantinho tão gostosso para estar junto com os amigos,conversando e tomando o nosso eterno chimarrão nas tardes de domingo...
Querer embelezar nossa cidade, para nos sentirmos mais felizes,que no futuro nos trarão lindas lembranças!

Parabéns por esta ótima idéia !!!
Abraço

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO